Tabela de Safras

Todos os anos a Embrapa emite um relatório das condições meteorológicas e sua influência na vindima, focando nas maiores regiões produtoras em termos de volume: Serra Gaúcha, Serra do Sudeste, Campanha, Campos de Cima da Serra (todas no Rio Grande do Sul) e Serra Catarinense (no estado de Santa Catarina).
O quadro abaixo mostra um comparativo histórico do Quociente Heliopluviométrico de Maturação (QM), dividido por região e período de maturação, baseado em comunicado técnico anual da Embrapa.

São três os grupos de cultivares considerados:

  • Grupo I, variedades de maturação precoce. Exemplo: Chardonnay, Pinot Noir e Gewürztraminer.
  • Grupo II, variedades de maturação intermediária. Exemplo: Riesling Itálico, Sémillon e Merlot.
  • Grupo III, variedades de maturação tardia. Exemplo: Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Tannat, Moscato Branco e Trebbiano.

Nas três primeiras regiões do quadro – Serra Gaúcha, Serra do Sudeste e Campanha –, as castas do grupo I normalmente amadurecem entre 15 de dezembro e 15 de janeiro; do grupo II entre 15 de janeiro e 15 de fevereiro; e do grupo III entre 15 de fevereiro e 15 de março.

Nas demais regiões, as mais frias Campos de Cima da Serra e  Serra Catarinense, o amadurecimento de todas as castas normalmente acontece cerca de um mês mais tarde, iniciando em 15 de janeiro e indo até 15 de abril, conforme o grupo.




  Voltar